20 fevereiro 2017

Cartografia Social: uma ferramenta para a Educação Ambiental

A Cartografia Social é uma tecnologia social, ou seja, ela surge a partir da necessidade de resolver um problema na sociedade. 

Como assim?

A sociedade nunca teve a oportunidade de construir seus mapas, suas cartografias. A cartografia social permite às populações desenharem, com ajuda de profissionais, mapas dos territórios que ocupam. No Brasil, as primeiras iniciativas foram desenvolvidas em territórios da Amazônia Legal, e depois se estenderam para outras regiões brasileiras, especialmente na área rural. No entanto, já há experiências envolvendo comunidades urbanas.

O mapeamento social geralmente envolve populações tradicionais extrativistas, ribeirinhos, agricultores familiares e indígenas, e é um instrumentos utilizado para fazer valer os direitos desses grupos frente a grandes empreendimentos econômicos – como construção de usinas hidrelétricas e implantação de projetos de mineração -; problemas relacionados à grilagem de terras, ao não cumprimento de normatizações referentes às delimitações de terras indígenas e a áreas de preservação/ proteção ambiental.

Para a Educação Ambiental, a Cartografia Social pode ser utilizada como uma ferramenta que auxilie no levantamento das necessidades do território que vivemos (ocupamos), apontar possíveis soluções e criar, a partir delas, planos de ações e projetos para resolver um problema.

Como ela é feita?

* Usando o desenho: após aquela saída de campo pelo bairro, os alunos desenham (ou em duplas, ou em grupos, ou individual mesmo...) as ruas observadas para depois diagnosticarem as necessidades.


Neste exemplo, após serem desenhadas as ruas, casas, pontos de localização (escola, praças, comércios...), os alunos estão colando os ícones de necessidades encontrados. Mas podem ser por meio de desenhos também...


* Usando o Google Maps: outra possibilidade, é utilizar o Google Maps. Com esta ferramenta, você poderá criar uma legenda e localizar os pontos determinantes para o seu diagnóstico, como no exemplo a seguir:

Mapa do bairro Floresta/Porto Alegre, RS.

Você poderá fazer a impressão do mapa e criar ícones (da legenda) móveis, onde os alunos possam ir colando com fita adesiva, feltro, alfinetes, enfim, a criatividade é livre.


Mais materiais

Alguns materiais estão disponíveis para pesquisa e uso da ferramente como:

Cartografia Social e PopulaçõesVulneráveis: guia mais didático e de 2014 que traz o que é, como são feitos, o uso e exemplos.

Cartografias Sociais e Território: guia de 2008 e traz um estudo mais aprofundado sobre o tema.

- Consolidação da cartografia social: reportagem bem legal...



A partir da Cartografia Social, você pode criar projetos e ações para resolver problemas, necessidades diagnosticadas pelos próprios alunos. 

Espero que tenham gostado e que utilizem esta ferramenta fantástica para a promoção da Educação Ambiental em suas comunidades! Bjos e até!

15 fevereiro 2017

Legislação ambiental: Resíduos Sólidos

    


Vocês está escrevendo um projeto, proposta, relatório... e precisa acessar os documentos que trazem o tema resíduos sólidos? O blog separou estes links para você! Acesse e confira!

Política Nacional de Meio Ambiente (LEI Nº 6.938, DE 31 DE AGOSTO DE 1981) -  Dispõe sobre a Política Nacional do Meio Ambiente, seus fins e mecanismos de formulação e aplicação, e dá outras providências.


DECRETO N° 38.356, DE 01 DE ABRIL DE 1998 - Aprova o Regulamento da Lei n° 9.921, de 27 de julho de 1993, que dispõe sobre a gestão dos resíduos sólidos no Estado do Rio Grande do Sul.

RESOLUÇÃO Nº 275 DE 25 DE ABRIL 2001 - Considerando que a reciclagem de resíduos deve ser incentivada, facilitada e expandida no país, para reduzir o consumo de matérias-primas, recursos naturais não-renováveis, energia e água.  

RESOLUÇÃO CONSEMA Nº 073/2004 - Dispõe sobre a co-disposição de resíduos sólidos industriais em aterros de resíduos sólidos urbanos no Estado do Rio Grande do Sul. 

Lei do Saneamento Básico (LEI Nº 11.445, DE 5 DE JANEIRO DE 2007)Estabelece diretrizes nacionais para o saneamento básico; altera as Leis nos 6.766, de 19 de dezembro de 1979, 8.036, de 11 de maio de 1990, 8.666, de 21 de junho de 1993, 8.987, de 13 de fevereiro de 1995; revoga a Lei no 6.528, de 11 de maio de 1978; e dá outras providências.

Política Nacional de Resíduos Sólidos (LEI Nº 12.305, DE 2 DE AGOSTO DE 2010) -  Institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos e altera a Lei no 9.605, de 12 de fevereiro de 1998; e dá outras providências.


DECRETO Nº 7.404, de 23/12/2010  - Regulamenta a Lei nº 12.305, de 02 de agosto de 2010, que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, cria o Comitê Interministerial da Política Nacional de Resíduos Sólidos e o Comitê Orientador para a Implantação dos Sistemas de Logística Reversa, e dá outras providências.

PORTARIA N° 016/2010, DE 20 DE ABRIL DE 2010 -  Dispõe sobre o controle da disposição final de resíduos Classe I com características de inflamabilidade no solo, em sistemas de destinação final de resíduos denominados “aterro de resíduos classe I” e “central de recebimento e destinação de resíduos classe I”, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul.  

Política Nacional de Resíduos Sólidos (2º Edição / 2012) - Caderno de 2º edição desta lei que institui a Política Nacional de Resíduos Sólidos, dispondo sobre seus princípios, objetivos e instrumentos, bem como sobre as diretrizes relativas à gestão integrada e ao gerenciamento de resíduos sólidos, incluídos os perigosos, às responsabilidades dos geradores e do poder público e aos instrumentos econômicos aplicáveis.

Legislação Ambiental Básica - a presente publicação engloba aspectos no que diz respeito à Política Nacional do Meio Ambiente, flora e fauna, águas, educação ambiental, crimes e infrações administrativas ambientais, bem como unidades de conservação, patrimônio genético, proteção e acesso ao conhecimento tradicional associado, repartição de benefícios e ainda organismos geneticamente modificados.

08 fevereiro 2017

App do DMLU para descobrir pontos de descarte adequado para o seu resíduo

O DMLU de Porto Alegre lançou em dezembro de 2016, o aplicativo que encontra pontos de coleta de resíduos sólidos urbanos, eletroeletrônicos, pilhas e baterias, óleo de cozinha, entre outros, mais próximos da sua residência. 


"O programa, desenvolvido pela Procempa, possibilita identificar as unidades do departamento e também os estabelecimentos licenciados para receber alguns tipos de materiais e de resíduos. Por meio de filtros, o usuário poderá verificar onde estão as Unidades de Destino Certo (Ecopontos); os postos de entrega voluntária de resíduos recicláveis (PEVs), de óleo de fritura (Peofs) e eletrônicos; as Unidades de Triagem de recicláveis conveniadas com o DMLU; assim como os locais de coleta de pilhas e baterias, de roupas e de livros. Além disso, o aplicativo também permite verificar quais os dias de coletas domiciliar e seletiva, os bairros que têm coleta automatizada e como contratar coletas pagas. O cidadão poderá encontrar o ponto de coleta mais próximo de onde estiver, além do melhor trajeto de acordo com o ponto"  - Notícia do site do DMLU.


Acesse o App e descubra os pontos de entrega!

07 fevereiro 2017

#DicadoBlog - Cartilha para realização do Licenciamento Ambiental


A Cartilha de Licenciamento Ambiental (2007) apresenta o passo-a-passo de elaboração de projeto básico, tipos de licenças ambientais, quanto cobrar e outras leis que amparam os estudos ambientais. Acesse e confira!

20 janeiro 2017

Documentos de Educação Ambiental para acessar

Procurando conceitos, planos de trabalho e ações em Educação Ambiental?

O Blog Educação Ambiental separou 3 documentos bem legais, de acesso livre, que trazem tudo isso!

1) PRONEA - Programa Nacional de Educação Ambiental, publicado em 2005


2) Educação Ambiental: aprendizagens e sustentabilidade, publicado em 2007 traz conceitos e planos de ação para uma Educação Ambiental sustentável


3) Educação Ambiental: conceitos e princípios, publicado em 2002, este documento traz o conceito, princípios, legislação e como fazer assessoria em Educação Ambiental

Galera, bom trabalho e até a próxima!

11 janeiro 2017

Lama no Rio dos Sinos

Por que isso acontece e por que temos que ter paciência e aguardar?




Então, estou lendo muitas postagens em redes sociais sobre a situação do Rio dos Sinos, que é inédita, e que por isso, quem sabe.... as pessoas estão um pouco desorientadas...

Sabemos que na semana passada (dia 05 de janeiro, quinta-feira), uma forte chuva chegou ao estado, RS,  e atingiu os municípios da Região Metropolitana de Porto Alegre. Rolante foi o município mais atingido onde 70% da cidade ficou embaixo d'água (mesmooo!)... Com desmoronamentos causados pela forte correnteza, desvio do curso do rio, quantidade excessiva de água... sabemos que Rolante é um município mais alto (800 metros acima do nível do mar, enquanto Canoas, foz do Rio do Sinos, tem apenas 8 metros acima do nível do mar) e toda a matéria orgânica (terra, areia, árvores...) iria descer de alguma forma... O nome deste fenômeno chama-se assoreamento.

Lembram do desastre em Mariana/MG? Então, até os dias de hoje o Rio Doce ainda se recupera de tal evento (porém de responsabilidade antrópica- atuação humana). O Rio dos Sinos levará cerva de no mínimo 7 dias (pela quantidade de matéria orgânica) para se restabelecer... Fenômeno natural para um estado, como o nosso, que tem este tipo de comportamento: calor enorme e temporais que castigam!

O incômodo da falta de água é imenso, sabemos! Mas ele será sanado logo... E Mariana? Já pararam para pensar? Rolante foi devastada! Mariana foi apagada!

E isso foi causado de forma "natural". Agora pensem quando este Rio dos Sinos agonizar e morrer de vez pela quantidade de poluentes que tem? Sua água não será estabelecida! Repense suas atitudes! Trate seu esgoto! Faça e apoie a coleta seletiva! Antes que este caos tome conte de vez da nossa rotina...

Até a próxima!

27 dezembro 2016

#DicadoBlog "Tião: do lixão ao oscar"

A dica é o livro do querido Tião!

"Tião: do lixão ao oscar" traz sua trajetória de vida em cinco partes. Como era a vida no lixão, a organização da associação, primeiro emprego, a vida em uma periferia com violência, tráfico e perdas, e por último, a experiência de ser pai.



Está a venda no valor promocional na Livraria Cultura. Corre lá! E aproveita este período de férias para ler um bom livro...

Bjos e até a próxima!