20 fevereiro 2017

Cartografia Social: uma ferramenta para a Educação Ambiental

A Cartografia Social é uma tecnologia social, ou seja, ela surge a partir da necessidade de resolver um problema na sociedade. 

Como assim?

A sociedade nunca teve a oportunidade de construir seus mapas, suas cartografias. A cartografia social permite às populações desenharem, com ajuda de profissionais, mapas dos territórios que ocupam. No Brasil, as primeiras iniciativas foram desenvolvidas em territórios da Amazônia Legal, e depois se estenderam para outras regiões brasileiras, especialmente na área rural. No entanto, já há experiências envolvendo comunidades urbanas.

O mapeamento social geralmente envolve populações tradicionais extrativistas, ribeirinhos, agricultores familiares e indígenas, e é um instrumentos utilizado para fazer valer os direitos desses grupos frente a grandes empreendimentos econômicos – como construção de usinas hidrelétricas e implantação de projetos de mineração -; problemas relacionados à grilagem de terras, ao não cumprimento de normatizações referentes às delimitações de terras indígenas e a áreas de preservação/ proteção ambiental.

Para a Educação Ambiental, a Cartografia Social pode ser utilizada como uma ferramenta que auxilie no levantamento das necessidades do território que vivemos (ocupamos), apontar possíveis soluções e criar, a partir delas, planos de ações e projetos para resolver um problema.

Como ela é feita?

* Usando o desenho: após aquela saída de campo pelo bairro, os alunos desenham (ou em duplas, ou em grupos, ou individual mesmo...) as ruas observadas para depois diagnosticarem as necessidades.


Neste exemplo, após serem desenhadas as ruas, casas, pontos de localização (escola, praças, comércios...), os alunos estão colando os ícones de necessidades encontrados. Mas podem ser por meio de desenhos também...


* Usando o Google Maps: outra possibilidade, é utilizar o Google Maps. Com esta ferramenta, você poderá criar uma legenda e localizar os pontos determinantes para o seu diagnóstico, como no exemplo a seguir:

Mapa do bairro Floresta/Porto Alegre, RS.

Você poderá fazer a impressão do mapa e criar ícones (da legenda) móveis, onde os alunos possam ir colando com fita adesiva, feltro, alfinetes, enfim, a criatividade é livre.


Mais materiais

Alguns materiais estão disponíveis para pesquisa e uso da ferramente como:

Cartografia Social e PopulaçõesVulneráveis: guia mais didático e de 2014 que traz o que é, como são feitos, o uso e exemplos.

Cartografias Sociais e Território: guia de 2008 e traz um estudo mais aprofundado sobre o tema.

- Consolidação da cartografia social: reportagem bem legal...



A partir da Cartografia Social, você pode criar projetos e ações para resolver problemas, necessidades diagnosticadas pelos próprios alunos. 

Espero que tenham gostado e que utilizem esta ferramenta fantástica para a promoção da Educação Ambiental em suas comunidades! Bjos e até!

Nenhum comentário:

Postar um comentário